26 de jan de 2012

UM VÍCIO

Amo o que faço
mesmo se estou parado
Faço porque gosto
mesmo se com quem não amo

Faço quando posso
Se não posso, improviso

Paro quando quero
Juro, pelo menos tento.

Nenhum comentário: