26 de jan de 2012

HOMENAGEM DETURPADA

A Musa está maculada!
Dita a regra da homenagem deturpada

Com muita ânsia de engolir o próprio vômito
Regurgita falsas loas de conforto
Momentâneo e salutar

No olhar de lado e ombro dado
A Musa rejeitou o afago
Desonrou o estado
De pedestal à mesma nomeado

Ao querer cair no mundo
Negou toda e qualquer fagulha
De esperança
E com agulha
Perfurou os corações desavisados

                                            Mal sabia o cantador que,
                                            No auge crucial do seu torpor,
                                            O pior de existir em versos brandos
                                            Concebendo rima torta e sendo Humano,
                                            Foi deixar a Musa solta no altar

Nenhum comentário: