19 de mai de 2011

Inverno Atípico (republicando este antigo poema que vem a calhar)

INVERNO ATÍPICO

Atinge o pico inverso do mercúrio-cromo

Assim, antes de anunciar o quê, aonde, como

Acende o pseudo-pavio do que está com frio

Transforma o outrora carro em canoa ou bote


Aperta o chinelo em bota ou cobre como pode

Atende à regra do agasalho ou quebra como giz

Altera as relações e o modo como diz

...E todo carioca pode brincar de Paris.

Nenhum comentário: