23 de out de 2012

A FUGA

Não venha fugir de mim
Não venha tentar se afastar
Encare de cara o problema
Enfrente de frente a mensagem no ar

Não venha correr do embate
Resposta a se manifestar
Você que bateu o martelo
Traçou a estrada a tomar

Entenda a mensagem no olhar

Agora a estória te encontra na encruzilhada

Já não é tão claro o caminho a trilhar

Você que bateu o martelo
Você desfrutou apesar
Você destruiu a estrutura
Não venha correr ao tentar reformar...




Nenhum comentário: