29 de nov de 2011

Senhor do meu próprio espaço (música em trabalho)

Gosto de conhecer o entorno
Os arredores
Saber se estou frio quente ou morno
Me mover sem embaraço

Posso parecer um louco
Na ambição
De possuir o espaço público
Direção sou eu que traço

Longe de mim sair
Marcando com bandeiras
E reclamando posse do que vir primeiro

Faço votos de seguir
Considerando meu
Apenas o que me fizer inteiro

Senhor do meu próprio espaço
Senhor do meu próprio espaço
Me movo sem embaraço

Senhor do meu próprio espaço
Senhor do meu próprio espaço
Direção sou eu que traço...

2 comentários:

Helô disse...

"Faço votos de seguir
Considerando meu
Apenas o que me fizer inteiro"

Eu adorei esse trecho, Edu.

O Estar inteiro, é essencial nessa nossa vida tão fragmentada..quem consegue isso, é sim, senhor do seu próprio espaço!

parabéns!!!

Edu 'Strada' Gemmal (Dudu Gemmal) disse...

Valeu, Helô. Ótimo comentário!

bjão